quarta-feira, 24 de novembro de 2010

Enoe

A avó do meu avô materno era uma mulher muito prafrentex pra época dela. Ela era a única filha em meio a sei lá quantos irmãos, e seus pais queriam muito que ela fosse bem educada. Assim, arrumaram vários professores particulares e sempre a levavam ao Rio de Janeiro para ir ao teatro. Pelo que contam, ela curtiu bastante a vida que teve antes de se casar. Ela vivia em Conselheiro Lafaiete (diz a lenda familiar que D. Pedro II, ao passar pela cidade, dormiu na casa dela, numa cama que hoje está aqui na minha casa em Ouro Preto). O marido era do então distrito de Queluzito. E foi pra lá que ela se mudou ao se casar, mas não se conformava, dizia que um lugar atrasado demais. A avó do meu avô materno se chamava Maria da Conceição e eu cresci escutando vovô e minhas tias a chamarem de Vovó Conceição.

Vovó Conceição teve oito filhos: Maria José, José Francisco, Francisco Osvald (isso mesmo, com "d" mudo), Olga, Alice, Ada, Eliezer e a minha bisavó, que recebeu o nome de Enoe.

Isso tudo pra contar que esse nome estranho deu pano pra manga. Lá em Queluzito, Vovó Conceição ficava desgostosa. Segundo ela dizia (e todo mundo acreditava), Enoe era um nome bíblico, mas até hoje ninguém encontrou esse nome na Bíblia, nem procurando pelo Google. E lá naquele distrito, naquela época, ninguém entendia. Diziam que "colocaram nome de fruita na menina: anóis". Ela meio que desistiu de fazer o pessoal entender o nome da minha bisavó, e ficou esperando o dia em que poderia mudar de cidade. Quando o marido morreu, veio de mala e cuia pra Ouro Preto.

A outra história marcante sobre o nome da minha bisavó aconteceu em um dia em que Vovó Conceição apresentou as filhas para uma pessoa qualquer, não identificada. Ela já tinha perdido os filhos Maria José, Eliezer e Ada, que morreram de tuberculose. José Francisco e Francisco Osvald ficaram em Queluzito. Ela só tinha de apresentar Olga, Alice e Enoe.

Dizem que foi assim:

- Esta é a Olga.

- Esse nome é muito bonito! Parabéns pela escolha.

- Esta é Alice.

- Mais um nome lindo. A senhora tem muito bom gosto.

- Esta é a Enoe.

Pausa

- É... o objetivo do nome é mesmo diferenciar as pessoas.

Problemas com o nome não é privilégio meu nesta família...