quinta-feira, 12 de abril de 2012

Rabugice

Não é segredo pra ninguém que eu adoro cinema. Um programa para o qual quase nunca digo não, pode convidar (hehehehe). E volta e meia converso com o Leo sobre cinema, produções, filmes, sensações e tudo o mais que o cinema traz. Nossas opiniões, quase sempre, são divergentes. Mas a gente se entende. Dia desses, o diálogo foi assim:

Eu: Cinema, pra mim, não é entretenimento.
Leo: Pra mim é. Se não for para me divertir, eu prefiro ver o filme em casa. Por exemplo, esses dramas, esses filmes que fazem a gente sair calados do cinema. Pra isso, eu não vou ao cinema.
Eu: Não vejo cinema como entretenimento. Cinema, pra mim, é pra pensar. Eu vejo filme pra aprender.
Leo: Isso porque você é depressiva, você é rabugenta.

É o amor, né?