quarta-feira, 21 de janeiro de 2015

Livro: O irmão alemão



E aí o Chico vem e lança mais um livro... E as meninas do Clube de Leitura decidiram que seria o primeiro livro de 2015. Comprei ainda em 2014 e comecei a ler enquanto vovó estava no hospital, enquanto tentava alguma coisa para ocupar a cabeça.

É a história de Francisco de Hollander, filho do intelectual Sérgio de Hollander e da italiana Assunta e irmão caçula de Domingos. Francisco descobre, um dia, que, quando seu pai viveu na Alemanha, teve um filho e não teve mais contato com ele. A família mora num sobrado que tem as paredes recheadas de livros. E é no livro O ramo de ouro que Francisco descobre uma carta em alemão para seu pai. É de Anne Ernest, a mãe de seu irmão alemão, e ela dá notícias do bebê e fala que, se Sérgio não aparecesse, ela iria aceitar o casamento que um músico havia proposto.

Com a carta na mão, Francisco resolve investigar o passado de seu pai e a existência do seu irmão alemão, Sérgio Ernest. Entre descobertas, sonhos e devaneios, ele vai ter que lidar com o seu outro irmão, Domingos, que desaparece de casa e deixa seus pais doentes.

O lançamento do livro foi todo envolto em mistério. Porque Chico Buarque contou que descobriu que seu pai, Sérgio Buarque de Holanda, teve um filho alemão. Chico teria conhecido essa história numa conversa informal com Tom Jobim e Vinicius de Moraes e também partiu para investigar. O material de divulgação do livro falava que a obra misturava realidade e fantasia e que não havia uma resposta definitiva à questão "a história narrava é verdade ou não?".

Fiquei curiosa com a trama e gostei muito. Gostei como gosto das músicas do Chico. Quase como gosto de Estorvo, meu preferido dele (depois de Chapeuzinho Amarelo, claro). Bem mais que os outros (Leite derramado, Budapeste e Benjamin, que pra mim é o pior deles). Quase como gosto das peças de teatro. Enfim, Chico é muito amor e ele, definitivamente, acertou a mão em O irmão alemão.

Imagine que meu mundo estava caindo enquanto eu lia. E mesmo assim eu gostei muito do livro.

_______________
Aline, que prefere ser chamada de Lile. Ou de Nine...