sexta-feira, 16 de janeiro de 2015

Poesias pra vovó

Vovó era uma pessoa muito queria. Na família, praticamente uma unanimidade. Ouvi muito, durante o período em que ela ficou no hospital, e logo após a sua morte, que ela sempre foi "a mais doce dos irmãos". E a família é grande pacas... gente de todo canto repetiu isso pra gente o tempo todo. 

Duas pessoas me mandaram poesias, dedicadas a ela e a nós. A D. Lídia e a Ju Machado sabem fazer boas poesias e nos brindaram com esses presentes. Nós só temos a agradecer. 


O Colo de Maria

Da vovó Lilita para Aline e Léo

Sei, Mãe Maria,
Que não desejas ver
Nem um de teus filhos,
Mergulhado no desespero
De uma dor sem remédios,
Sem um colo
Como teu colo,
Sempre pronto
Para acolher e consolar.
Poder encostar a cabeça
No teu seio
E soluçar !
Batidas do coração
Uníssonas,
Uma transmitindo queixas,
Outra, os lenitivos
E bênçãos !
Que as lágrimas
Se jorrem livres,
Faz bem à alma.
Tuas mãos, Maria,
Saberão enxugá-las,
Fazendo que a dor
Se transforme
Numa saudade amena
E sempre cheia
De belas lembranças!



.-.-.-.-.-.-.-.-.-.-.-.-.-.-.-.


01/01/2015

Paz,…

Que venta ao redor de mim

Fazendo cantar os bambus,

Levita-me em liberdade!

Orquestra as minhas emoções,

Várias e em ricos tons,

Na melódica quietude

De quem sentiu a dor…

De quem sorriu à flor…

Amou até o fim do ar…

Amou até voar…

Até sobremaneira…

Paz!

_______________ 
Aline, que prefere ser chamada de Lile. Ou de Nine...