segunda-feira, 31 de julho de 2017

O que (eu acho que) tem de bom pra ler na net #160

1 - The Handmaid's Tale x Game of Thrones: a diferença entre retratar e banalizar o estupro
Do Conversa Cult. A discussão é sobre como o seriado Game of Thrones banaliza a violência contra a mulher. Tenho alguns problemas em aceitar o argumento da autora, mas de toda forma, acho importante o debate. Como leitora de As crônicas de gelo e fogo, sei que o Martin tem uma motivação diferente dos produtores da série. Ainda não vi The Handmaid's Tale, vou ler o livro antes e comentarei a respeito.

2 - O que o correspondente do 'Guardian' descobriu após 5 anos no Brasil
Do José de Souza Castro no Blog da Kika Castro. Após a leitura, é impossível não pensar como o Brasil cresceu nos últimos tempos e como uma série de decisões voltadas à direita fizeram tudo ir por água abaixo. Ver o país regredir me dói muito.

3 - The ryse of dystopian fiction: from soviet dissidents to 70's Paranoia to Murakami
Do Eletric Literature. Um canal muito bacana sobre literatura. Esse texto, em especial, sobre distopias, tem muitas indicações bacanas de leitura, além de contar como o gênero teve início.

4 - Itabirito
Do Ramon Cota. O texto é muito mais sobre o encontro, o lar de verdade, que pode ser a cidade natal, como é no texto, a família, os amigos, um quintal. Onde o coração fica aquecidinho.

5 - O professor de histeria e a História
Da Agência Spotlight, sobre o jornalista e historiador que anda falando umas bobagens por aí, no microfone de uma rádio paulista. A Agência Spotlight vale muito a pena. Sempre textos excelentes.

6 - Loras Tyrell e a estereotipização de personagens LGBT em Game of Thrones
Do Nó de Oito. Há uma série de críticas para o seriado Game of Thrones no tratamento dos personagens LGBT. Esse texto fala disso. E fala bem.



_______________
Aline, que prefere ser chamada de Lile. Ou de Nine...